Eu Queria Ter o Tempo e o Sossego Suficientes

Eu queria ter o tempo e o sossego suficientesPara não pensar em coisa nenhuma,Para nem me sentir viver,Para só saber de mim nos olhos dos outros, reflectido. Alberto Caeiro, in “Poemas Inconjuntos” Heterónimo de Fernando Pessoa

Num momento sinto que me perdi…

Ontem a noite tinha tudo para correr bem…mas não correu!Sinto que perdi a única pessoa que não queria ter perdido…O meu coração grita, pede chorando baixinho para que ninguém ouça…não me deixes assim…por favor!Não mereço, mas…por favor…Cada vez que o telemóvel toca, sinto o silêncio das tuas palavras e a ausência de notícias tuas… É…

Basta Pensar em Sentir

Pois é…tenho o mundo de pernas pro ar…mas não faz mal, estou feliz assim… Basta pensar em sentirPara sentir em pensar.Meu coração faz sorrirMeu coração a chorar.Depois de parar de andar,Depois de ficar e ir,Hei de ser quem vai chegarPara ser quem quer partir. Viver é não conseguir. (Fernando Pessoa)

Nem todo o mar nem toda a terra…

Depois dum desabafo doloroso e de andar a passear por blogs inspiradores lembrei-me dum poema que adoro, chama-se Pelo sonho é que vamos de Sebastião da Gama. Pelo sonho é que vamos,comovidos e mudos. Chegamos? Não chegamos?Haja ou não haja frutos,pelo sonho é que vamos. Basta a fé no que temos.Basta a esperança naquiloque talvez…

Preciso escrever…

Sinto o coração apertado…apertado porque me iludi, tenho medo de te ter perdido para sempre…mas não posso fazer nada… Dei tudo, desde o minuto zero, dei-te o meu mudo, eras o meu mundo, fazias com que ele fizesse todo o sentido…Pouco a pouco foste fugindo de mim, não sei o que fiz…talvez tenha sido do…

Poema à mãe

No mais fundo de tiEu sei que te traí, mãe. Tudo porque já não souO menino adormecidoNo fundo dos teus olhos. Tudo porque ignorasQue há leitos onde o frio não se demoraE noites rumorosas de águas matinais. Por isso, às vezes, as palavras que te digoSão duras, mãe,E o nosso amor é infeliz. Tudo porque…

Perdida nos olhos em que me encontrei!

E, de repente, como se fosse uma leve brisa surgiu na minha vida um sorriso novo!Um novo motivo para rir, chorar, um motivo novo que me faz sonhar…são ventos de mudança, ventos que me assustam mas que me fazem muito feliz! “Não tente mais me contaminar com a tua febre, me inserir no teu contexto,…

Pensamentos soltos…

Desliguei todas as luzes, desliguei a TV, estou sozinha… A única luz provem do meu portátil onde se podem ver os apontamentos das aulas… A música toca la no fundo…aleatoriamente, sem sentido, sem qualquer ordem lógica… Saboreio este momento de paz e espero que ele dure mais que uns breves segundos!Deixo os pensamentos fluírem naturalmente,…